Uma tragédia atingiu o domingo de Páscoa para a Igreja Católica. Pelo menos sete atentados terroristas simultâneos atingiram templos da religião no Sri Lanka hoje, 21. As informações são do jornal carioca O Globo. O número de mortos e feridos é confuso e cada agência tem dado uma atualização diferente. No entanto, segundo O Globo,  foram 185 mortos e cerca de 500 feridos. 

Por conta da tragédia, o ministro da Economia do Sri Lanka, Harsha de Silva, revelou que todas as redes sociais do país estão bloqueadas. Não há uma informação de quando sites como o Facebook vão voltar a funcionar no país. 

Já Ruwan Wijewardene, Ministro da defesa, explicou à imprensa que a atitude foi tomada para tentar identificar membros do grupo extremista que trabalha no país. Outro objetivo é evitar o pânico dos cidadãos locais. 

Uma das primeiras bombas que atingiu o país ocorreu pela manhã, quando havia uma missa na Igreja de Santo Antônio, na cidade de Kochchikade. Outras explosões, aos poucos, foram reportadas pela imprensa.

Além de igrejas, hotéis também estariam entre os alvos dos ataques. Segundo os jornais locais, os hotéis Cinnamon Grand Colombo, Shangri-La e Kingsbury, os três na capital Colombo, considerados de luxo e muito utilizados por turistas, também foram alvo dos ataques. Cerca de 35 turistas internacionais estariam entre os mortos.

Ainda de acordo com a imprensa local, todos os policiais do país tiveram seus dias de folga cancelados em virtude do ocorrido. Não há informações de brasileiros mortos na tragédia.