Mais cedo, nesta quarta, presidente da Câmara disse que Bolsonaro ‘brinca de presidir’. Crise na relação dos dois começou quando filho do presidente fez críticas públicas a Maia.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez um apelo nesta quarta-feira (27) ao presidente Jair Bolsonaro: “Pare, chega, peça ao entorno para parar de criticar”.

Maia deu a declaração poucas horas após dizer que, enquanto o país tem milhões de desempregados e registra milhares de assassinatos todos os anos, Bolsonaro está “brincando de presidir”.

Em resposta, Bolsonaro afirmou em São Paulo que “não existe brincadeira, muito pelo contrário”.

“Eu acho que o Brasil perde. A bolsa está caindo, a expectativa dos investidores está ficando menor. Expectativa positiva. Então, ninguém ganha com isso. Eu até faço um apelo ao presidente que pare, chega, peça ao entorno para parar de criticar. Pare de criticar. Vamos governar”, declarou Maia.

Nos últimos dias, a relação de Rodrigo Maia e Bolsonaro se deteriorou porque os dois passaram a divergir publicamente sobre a quem cabe a articulação para aprovação da reforma.

Enquanto Bolsonaro tem dito que a responsabilidade é do Congresso, Maia afirma que o governo não pode “terceirizar” a articulação política.

Fonte: G1

Deputado Sidney Leite passa a integrar CPI do BNDES, na Câmara dos Deputados

Fake News: Boato de outra eleição em junho devido a cassação de Wilson Lima não procede

Bolsonaro rebate Maia: ‘Não existe brincadeira de minha parte’