Podemos dizer que essa caso foi um dos que mais repercutiram e viralizam na internet nos últimos anos, tudo aconteceu no final de 2015. Lembra da Fabíola e do Gordinho da Saveiro…

Na época um vídeo de flagrante de traição, foi vazado nas redes sociais e imediatamente viralizou, estava em todos os grupos de WhatsApp, páginas no Facebook, na mesma velocidade que se espalhava os memes começaram a surgir.

O marido, identificado como Carlos Eduardo, desconfiado da esposa, se dirigiu até um motel de Belo Horizonte, em Minas Gerais, para comprovar e ver com os próprios olhos que a sua esposa, Fabíola Barros, estava lhe traindo.

O pior de tudo isso é que o amante era o seu próprio cunhado, que ficou conhecido apenas como “Gordinho da Saveiro”.

Cadu estava descontrolado, ainda mais depois de ouvir a desculpa da esposa, que disse que estava ali apenas para pintar as unhas, tomado pelo ódio ele agrediu a todos e ainda quebrou o carro.

Você sabe o que aconteceu com os atores dessa história? Informações que circulam é que o menos prejudicado foi o tal “Gordinho da Saveiro”, já que sua esposa teria perdoado o homem e o casal fez até uma viagem internacional para esperar a poeira baixar. Depois disso, as informações indicam que eles voltaram a viver normalmente.

Os mais prejudicados foram Cadu e a Fabíola, informações apontam que o casamento acabou depois do flagrante traumático e que o Brasil inteiro assistiu.

Fabíola demorou um certo tempo retomar a sua vida, ficando afastada do seu trabalho, no Banco Santander.

Atualmente, ela não possui nenhum perfil nas redes sociais. Muitos se aproveitaram da situação e criaram páginas de humor e até perfis falsos.

Já Cadu foi o mais prejudicado. Além de ter descoberto a infidelidade da esposa com o ex-cunhado, ele ainda pode ter que responder pelas imagens na justiça.

Não há informações concretas do possível processo, mas recentemente, alguns especialistas comentaram o caso e afirmaram que se ele fosse acionado na justiça poderia responder por violação de intimidade e ainda depredação de patrimônio privado, com pena de até 4 anos e multas que chegariam a R$ 40 mil. Porém, não se sabe se a dupla de traidores decidiu processar o homem.

Vale lembrar que não é crime gravar uma traição, para ter a prova. No entanto, o vídeo deve ser apresentado na justiça e não na internet.

Fonte: Jornaal Hoje