A cena mostra uma jovem nua, ensanguentada, entorpecida, sendo ameaçada por outra garota, que a agride e bebe seu sangue.

ATENÇÃO: Imagens fortes

Uma cena brutal, de barbárie explícita, está circulando nas redes sociais nesta semana. As imagens mostram uma jovem nua, ensanguentada, entorpecida, sendo ameaçada por outra garota, aparentemente da mesma idade, que afirma que está bebendo seu sangue. O caso ocorreu em Maceió, Alagoas.

O caso foi registrado na cidade de Rio Largo, região metropolitana da capital. A vítima, R.F. dos S.F., de apenas 18 anos, foi atendida no Hospital Geral do Estado, em Maceió, passou por procedimento de sutura e recebeu alta hospitalar à noite. O vídeo foi amplamente divulgado pela agressora em suas redes sociais, onde se vangloria de vingar a traição cometida pela ‘amiga’ com o companheiro.

O caso já está sendo investigado pelo delegado Marcos Lins, do 12º Distrito Policial de Rio Largo. A polícia judiciária já teria conrmado que as duas jovens, vítima e agressora, estudam na mesma escola. A agressora, identicada até o momento apenas como Nathalya, segue foragida.

No vídeo, a agressora encurrala a vítima com a ajuda de outras jovens, que gritam palavras de deboche e incentivam a agressora a ‘dar lição’ na vítima, que confessa em meio à tortura ter se relacionado com o companheiro da agressora. A vítima foi mutilada na região genital como castigo pelo relacionamento extraconjugal.

A polícia deverá instaurar inquérito para estabelecer quando, onde e todas as pessoas envolvidas na agressão.

MEDO DE MORRER

A jovem Rayanne Ferreira, de 18 anos, recebeu alta do Hospital Geral do Estado (HGE) após ter sido torturada na cidade de Rio Largo, na região metropolitana de Maceió.

A vítima declarou que teve “medo de morrer”. A agressora, segundo Rayanne, usou uma garrafa de vidro para cortá-la.

“Quando ela chegou, pegou uma garrafa de vidro, quebrou e usou os cacos para me cortar. Ela fez esse cortes na minha testa e um na minha virilha”, disse em entrevista à TV Pajuçara.

A tortura teria sido motivada após Rayanne e o namorado da agressora terem tido um relacionamento amoroso. Além de ter agredido a vítima, a suspeita bebeu seu sangue, filmou as agressões e postou nas redes sociais.

A polícia informou que tanto a vítima, como a agressora e seu namorado estudam na mesma escola, localizada em Rio Largo.

Fonte: Amazonas 1, Alagoas24HORAS 

Saiba a verdade sobre jovem que teria leiloado a virgindade por ingresso de Sandy e Junior

Crime bárbaro: Pais de adolescente são acusados de torturar e matar o namorado da filha em Manaus

Pai e mãe postam mensagens de luto após matarem o bebê por estar chorando muito