O assassino da Miss Kimberly Mota, Rafael Fernandes Rodrigues, de 31 anos, agora tenta provar que é louco.

A informação foi divulgado em primeira mão pelo apresentador Ronaldo Tiradentes, no Programa Manhã de Notícias da Rede Tiradentes na última sexta-feira (5).

Por meio de advogados, Rafael solicitou à justiça do Amazonas exames psiquiátricos, após alegar que sofre distúrbios mentais. O pedido, entretanto, foi indeferido pela Justiça.

A defesa entrou também com relaxamento da prisão e pediram que Rafael ficasse em uma cela especial, o que também foi negado.

Para a promotoria e o juiz do caso, existe risco grande ainda de fuga do assassino, caso o mesmo saia da penitenciária.

Ao prestar depoimento para delegado Paulo Martins, Rafael confessou que matou Kimberly  no dia 10 de maio, após ver no celular da vítima a mensagem de outro homem.

Leia mais:

Homem que enviou mensagem antes de Kimberly ser morta foi ouvido na delegacia

É do cortar o coração: Aos prantos, mãe do suspeito de assassinar Miss pede desculpas a Manaus e diz que não quer mais saber do filho