O Superior Tribunal de Justiça (STJ) acatou, por unanimidade, a denúncia apresentada pela subprocuradora geral da República, Lindora Araújo, contra o governador Wilson Lima (PSC), empresários e funcionários do Governo, por conta de problemas na compra de respiradores no início da pandemia de Covid-19, em 2020. Por conta disso, ele e os demais se tornaram réus no processo.

A denúncia apresentada em Abril pela Procuradoria-Geral da República (PGR), menciona além do governador, Após o resultado, Wilson Lima negou que tenha recebido qualquer vantagem para fraudar licitação e disse que irá provar inocência. “Sobre a decisão de hoje, afirmo: as acusações contra mim não têm fundamento e tampouco base concreta, como ficará provado no decorrer do julgamento. Nunca recebi qualquer benefício em função de medidas que tomei como governador.  A acusação é frágil e não apresenta nenhuma prova ou indício de que pratiquei qualquer ato irregular.   Agora terei a oportunidade de apresentar minha defesa e aguardar, com muita tranquilidade, a minha absolvição pela Justiça. Tenho confiança na Justiça e a certeza de que minha inocência ficará provada ao final do processo”, afirmou o governador.

A próxima etapa do caso são os depoimentos de testemunhas e a coleta de provas. Depois dessa fase, haverá o julgamento, que determinará se os acusados serão condenados ou absolvidos.