Presidente e a primeira-dama dos EUA entraram em período de quarentena.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou na madrugada desta sexta-feira (2) que ele e a primeira-dama, Melania, testaram positivo para o novo coronavírus, e entraram em um período de isolamento.

Trump e Melania foram submetidos a testes nesta quinta feira, após uma assessora do presidente norte-americano ter contraído o vírus

A assessora Hope Hicks, de 31 anos, estava a bordo do Air Force One com Trump na última terça-feira (29), quando ele se dirigia a Cleveland para participar do primeiro debate eleitoral com o candidato do Partido Democrata, Joe Biden. Hope também viajou com o presidente na quarta (30), para um comício em Minnesota.

Por conta do caso da assessora, Trump e Melania já haviam entrado em quarentena há  algumas horas. “ Hope Hicks, que tem trabalhado tanto sem fazer uma pequena pausa, acabou de testar positivo para Covid-19. Terrível! Enquanto isso, começaremos nosso processo de quarentena!”, escreveu o presidente americano.

O porta-voz da Casa Branca Judd Deere declarou apenas que Trump “leva muito a sério sua saúde, bem como a de todos que trabalham para ele”.

O médico da Casa Branca, Sean Conley, informou que Trump “está bem” e “cumprirá suas funções sem interrupções”. Ele não informou quantos dias o casal ficará em quarentena. Médicos e especialistas indicam ao menos 14 dias de isolamento.

Uma viagem à Flórida marcada para esta sexta, como parte da campanha de Trump à reeleição, foi cancelada.

Durante o primeiro debate da corrida à Casa Branca, Trump, que busca reeleição, e Biden discutiram a pandemia no EUA. Trump insistiu na ideia de que a imprensa quer prejudicá-lo com uma imagem negativa, embora, segundo ele, até mesmo governadores democratas elogiem suas iniciativas no combate à pandemia. Biden deu risada da afirmação.

Trump acusou Biden de querer manter os EUA fechados e disse que isso iria destruir o país. O democrata afirmou que era a favor de manter medidas de segurança necessárias para evitar o aumento do número de casos e mortes.

O presidente chegou a ironizar o uso de máscaras, que muitos especialistas não recomendam a prática:

“Eu não uso uma máscara como (Biden), toda vez que você o vê, ele tem uma máscara. Ele pode estar falando a 200 metros de distância e aparece com a maior máscara que eu já vi”, disse Trump.

Trump contraiu o vírus há uma mês da eleição presidencial nos EUA, marcada para o dia 3 de novembro. Em isolamento, ele não poderá fazer campanha presencial.

Fonte : G1