No Brasil, a empresa chegou a ter a falência decretada após anos na justiça com uma dívida de R$ 2,7 bilhões.

Após uma crise profunda, a Avianca deu um passo para a recuperação financeira. A própria companhia aérea divulgou a informação do tribunal do Distrito Federal do Distrito Sul de Nova Iorque, que permite a empresa siga com seu processo de recuperação judicial no país. No Estados Unidos (EUA), esse tipo de processo é chamado de Chapter Eleven, ou capítulo 11. A Avianca disse estar bastante otimista em conseguir cumprir o processo até o final de 2021 e que, quando chegar nesse ponto, vai ter menos dívidas e já, inclusive, uma liquidez de R$ 1 bilhão. A companhia afirma que pretende chegar a 130 aviões em atividade com mais de 200 rotas até 2025. De acordo com a agência Reuters, a Avianca chegou a receber R$ 2 bilhões em novos financiamentos. A empresa já foi conhecida como uma das maiores companhia aéreas da América Latina e veio perdendo terreno ao longo dos anos. Com a pandemia da Covid-19, foi encurtando sua quantidade de voos até chegar na atual situação. No Brasil, em julho de 2020, a justiça paulista decretou a falência da Avianca Brasil depois de um pedido da própria empresa que estava em recuperação judicial desde 2018, com dívidas que ultrapassavam R$ 2,7 bilhões.

Fonte: JP Notícias