O processo de impeachment do governador do Amazonas, Wilson Lima, e do vice-governador, Carlos Almeida, foi suspenso hoje por decisão do desembargador Wellington José de Araújo, vice-presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM).

O processo estava sendo discutido na Assembleia Legislativa do Amazonas desde o dia 7 de maio, quando o presidente do Legislativo, deputado Josué Neto, acatou o pedido de impeachment.

A ação que suspendeu o afastamento do governador e vice foi apresentada pelo deputado estadual Dr. Gomes, que integra o grupo de apoio a Wilson Lima na Assembleia Legislativa.

No mesmo despacho, o desembargador suspendeu também todos os “eventuais processos administrativos e/ou judiciais por crime de responsabilidade que tenham como base os referidos dispositivos do Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado.”