Para polícia, assassino alemão que matou três crianças pode ter matado menina que desapareceu.

O sumiço da menina Madeleine McCann ganhou um novo capítulo nesta terça-feira, sete de maio, e esse pode ser o definitivo. Isso porque a Polícia portuguesa acredita que um assassino conhecido tenha matado a menina que desapareceu em Portugal no ano de 2012. 

O novo suspeito é Martin Ney, Ele está preso sob acusações de ter matado três crianças. O assassino teria raptado os menores de idade, antes de matá-los. Exatamente por esse motivo a polícia, agora, acredita que ele tenha feito o mesmo com Madeleine McCann. 

Além disso, contra o assassino preso existe uma testemunha. Carole Tranmer, na época do desaparecimento de Madeleine, fez um retrato falado de um homem que teria visto com a criança. Esse bate com o rosto de Martin. 

O sumiço de Madeleine McCann é considerado um  dos casos criminais mais misteriosos do milênio e tem repercussão mundial, mesmo após tantos anos. 

De acordo com informações do jornal carioca Extra, em matéria publicada nesta terça-feira, 7 de maio, já com 71 anos, Tranmer foi interrogada três vezes no passado sobre o homem que considerou agir de “forma suspeita” no Ocean Club, na Praia da Luz, local onde a menina desapareceu. 

Em seu depoimento policial, Carole, que estava hospedada no mesmo quarteirão da família de Madeleine, disse: “Olhando abaixo do apartamento dos McCann, vi alguém saindo do apartamento térreo fechando o portão com muito cuidado e silenciosamente”.

O assassino já tinha sido interrogado pela polícia britânica e lusa sobre o desaparecimento de Madeleine, e negou envolvimento na época.