Quem circula pelo viaduto Ayrton Senna, que liga as avenidas Mário Ypiranga e Djalma Batista, sabe que a obra sofre com rachaduras no asfalto. As fendas se tornaram mais visíveis a partir de janeiro, preocupando motoristas que utilizam o viaduto.

Após receber denúncias da população, o Ministério Público do Amazonas (MPAM) foi até o viaduto, acompanhado de uma equipe de engenheiros, e constatou que a obra possui uma grande rachadura que está sendo disfarçada com asfalto.

O promotor Paulo Stélio acompanhou a vistoria e disse que existe um problema na junta de dilatação do viaduto, que não está recebendo a manutenção adequada. “Dá pra perceber que apenas jogaram asfalto em cima da rachadura, sem tratar a junta de vedação”, afirmou Stélio.

O MPAM deu prazo de 10 dias para a prefeitura de Manaus explicar os motivos do serviço de manutenção mal feito no viaduto, além de cobrar do Executivo Municipal um plano para recuperação da obra.

O motorista de caminhão Alberto Reis disse que tem medo ao passar pelo viaduto Ayrton Senna, pois além das rachaduras no asfalto, a obra balança muito quando recebe veículos pesados.

“Dá pra sentir a pista balançando muito. Quando passo em outros viadutos, eles não sacodem tanto. Tenho um pouco de medo ao passar aqui neste viaduto”, confidenciou o motorista.