Em quase dez anos de pesquisa, essa é a primeira vez que serviço alcança o alcança o patamar máximo de aprovação.

Pesquisa de satisfação envolvendo doadores de sangue e pacientes atendidos pela Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) aponta 100% de aprovação dos serviços prestados pela instituição. A avaliação corresponde ao último quadrimestre de 2020. A Fundação Hemoam é o órgão do governo estadual responsável pelo provimento de sangue da capital e interior e atua no diagnóstico e tratamento de doenças hematológicas e oncohematológicas no Amazonas.

Nesta terça-feira (23/03), foi apresentado o relatório de satisfação com os dados de setembro a dezembro do ano passado. A pesquisa ouviu centenas de usuários das áreas de atendimento ao paciente, ambulatório, doação de sangue e laboratório de análises clínicas. A avaliação considera vários aspectos, tais como conforto, limpeza, tempo e qualidade do atendimento. Todas as áreas foram bem avaliadas. Em quase dez anos de pesquisa, essa é a primeira vez que a satisfação geral alcança o patamar máximo de aprovação.

Para a diretora da Fundação Hemoam, Socorro Sampaio, o resultado dessa avaliação é surpreendente e ao mesmo tempo estimulante, pois corresponde ao esforço dos servidores em um período de crise sanitária.

“Por mais que o Hemoam não esteja na linha de frente da pandemia, também estamos sofrendo o impacto. Quando somos avaliados dessa maneira, quer dizer que nossa qualidade não caiu, pelo contrário, melhorou”, comentou Sampaio.

Ao todo, são avaliados 45 itens, divididos entre atendimento e serviços. A meta para cada item é de 90% de satisfação. No último quadrimestre avaliado, todos os itens superaram a meta.

Para as áreas em que são registradas críticas ou reclamações, é estabelecido um plano de ação, no qual a resolução do caso deve ser apresentada até o quadrimestre seguinte.

Esse modelo de avaliação norteia uma produtividade anual que envolve uma média de 26 mil consultas ambulatoriais, mais de um milhão de exames laboratoriais, bem como a coleta e distribuição de mais de 24 mil litros de sangue para a capital e interior.

FOTOS: Divulgação/Hemoam