O clima esquentou e você não sabe como manter a dieta do vinho nessas temperaturas em que o brasileiro prefere aquele chopp? Calma! Estamos juntos. E por isso A Repórter vai dar umas dicas ideais para você não errar na hora de levar a beira da piscina ou até mesmo àquele lual que está organizando com os amigos a sua bebida preferida.

Pegue a canetinha ou dê um print nessas dicas:

Vinhos Brancos

Verão no mínimo nos remete a ideia de vinho branco certo? Isso se deve ao fato dos vinhos brancos serem mais leves, suaves, refrescantes, ideais para espantar o calor. Então ao surgir a dúvida entre quais rótulos levar, acessem A Repórter e façam bonito na escolha:

Sauvignon Blanc

É muito difícil de errar com essa casta, para não dizer impossível! Suave no paladar, com uma acidez perfeita, o Sauvignon Blanc agrada a todos os paladares, desde os mais simples até os mais exigentes.

Harmonize com: salada de carpaccio, peixes assados e até mesmo queijo de cabra.

Chardonnay

Apesar de mais encorpado, o Chardonnay nunca perde sua refrescância típica dos brancos, devido as super aromáticas notas olfativas frutadas sempre presentes no paladar.

Harmonize com: petiscos leves, saladas com frutas ou carnes brancas.

Riesling

Diferente dos outros vinhos brancos que são feitos com castas mais jovens, o Riesling é uma das uvas que melhor evolui com o passar dos anos. Aromático, sensível e elegante, além de notas florais ao fundo, seus minerais se destacam.

Harmonize com: carnes brancas (em geral) assadas, risotos leves e queijos.

Chenin Blanc

Equilíbrio perfeito entre acidez e sabor, o Chenin Blanc conta com uma incrível evolução no paladar e ainda traz notas aromáticas de avelãs, pêssego e damasco. Mais refrescante, impossível!

Harmonize com: queijos amarelos, pratos à base de frutos do mar ou aves assadas.

Gewurztraminer

O nome pode ser difícil de se pronunciar, mas o vinho é super fácil de apreciar. Este elegante e delicado branco da Alsácia possui fragrâncias pra lá de fascinantes e notas herbáceas.

Harmonize com: carne de porco, peixes e frutos do mar.

Pedro Ximénez

Este encorpado vinho licorado de notas aromáticas de uvas passas é o resultado do perfeito equilíbrio entre acidez e frescor.

Harmonize com: saladas, tortas e pudins, de preferência bem geladinhos.

Tintos

Pensou que as escolhas iriam restringir o mais saudáveis entre os vinhos? Engano seu! Vinhos tintos além de serem mais saudáveis (e para muitas pessoas, mais saborosos), também podem ser refrescantes. 

Aqui vais umas dicas de uvas mais leves, que se escolhidas em um rótulo com um menor teor alcoólico, pode até ficar uns minutinhos em um balde de gelo sem perder o sabor. E são elas:

Pinot Noir

Destaque com seus aromas frutados e notas de especiarias, o Pinot Noir possui uma acidez refrescante ao mesmo tempo que que mantém toques terrosos. Perfeito para dias quentes!

Harmonize com: peixes, carnes vermelhas magras e queijos brancos.

Beaujulais

Um dos tintos mais leves, este vinho possui aromáticas notas de frutas vermelhas bem frescas, um sabor marcante e refrescante.

Harmonize com: carnes de porco, aves e peixes.

Valpolicella

Extremamente aromático, com aromas de frutas passadas, secas e doces. No paladar muita mineralidade e principalmente estrutura. Uma verdadeira joia!

Harmonize com: aves com molho de ervas, pratos de frutos do mar e saladas.

Cabernet franc

Vindo do Vale do Loire, França, esta região costuma oferecer vinhos bem leves e frescos, porém sem perder a intensidade necessária para um tinto. Elegância e maciez presentes em uma só garrafa. Harmonize com: carnes vermelhas assadas, risotos leves e carnes brancas.

Mesmo depois de toda essa lista, você só consegue pensar em se refrescar com aquela cervejinha? Dê uma chance para os minerais rosés, como o Portuguieser. Não estamos loucos, mas surpreendentemente, essa casta possui a acidez igual à da cerveja, e inclusive harmoniza com os mesmos petiscos. Vale a pena experimentar!