Uma criança que não teve a identidade revelada, de 7 anos, morreu após ser picada por um escorpião. O caso aconteceu em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, na última segunda-feira (14).

A menina chegou a ser encaminhada imediatamente para a Unidade de Pronto Atendimento da cidade, porém, a unidade não possuía a aplicação de soro disponível, fazendo com que a criança morresse no local.

O descaso ocorreu pois de acordo com a Prefeitura da cidade, a criança deveria ser levada para o hospital de referência da região, Santa Casa de Francisco Morato, mas a equipe médica optou por levar a menina para Hospital Estadual dr. Carlos da Silva Lacaz, em Francisco Morato (SP).

Porém, não tinha soro e então a equipe teve que às pressas providenciar o produto, chegando a ser aplicado na menina, mas era tarde demais.

“A referência para Franco da Rocha para atendimento a casos de acidentes com animais peçonhentos é a Santa Casa de Francisco Morato, e não o Hospital Estadual de Francisco Morato”, publicou a Secretaria estadual de Saúde, por meio de nota.

A prefeitura de Franco Rocha declarou que “o encaminhamento ao hospital Lacaz [em Francisco Morato], que possui UTI pediátrica adequada para o atendimento da paciente que se encontrava em estado grave, era o procedimento mais correto a ser adotado no momento, ainda que infelizmente não tenha sido o suficiente para salvar a vida da menina.”

A avó da menina, de 63 anos, morreu horas depois de saber da morte da neta. Ela passou mal na mesma unidade de saúde em que a criança estava.

Foto: Reprodução.

Fonte: Metrópoles.