A Secretaria de Estado de Saúde (Susam)  pedirá ao  Instituto de Ginecologia e Obstetrícia do Amazonas (Igoam) o afastamento do ginecologista Armando Andrade Araújo, que aparece agredindo uma paciente, na Maternidade Balbina Mestrinho, no Centro de Manaus. O vídeo foi gravado há nove meses, em 2018, e só agora foi publicado.

No vídeo o médico aparece  batendo com as mãos nas virilhas da paciente em trabalho de parto. 

O médico foi preso em 2015 acusado de integrar uma quadrilha especializada em cobrar dinheiro para fazer partos, laqueadura e outros procedimentos ginecológicos em maternidades públicas de Manaus.

Por meio de nota, a Susam informou que, apesar de a agressão ter ocorrido no ano passado, tomou conhecimento sobre ela apenas nesta terça-feira (19), por meio das redes sociais. “Não há qualquer registro na maternidade ou na Ouvidoria na época da denúncia”, alegou a Secretaria no comunicado.

Confira o vídeo: