Durante a reunião com a bancada do Amazonas no Congresso Nacional, que contou com a participação dos senadores Plinio Valério,  Omar Aziz, Eduardo Braga e de seis dos oito deputados federais, ficou pactuado a recondução do senador Omar Aziz (PSD) à coordenação da bancada, tendo o deputado federal Silas Câmara como subcoordenador.

Após articular reunião das bancadas dos estados do Norte com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, para a próxima terça-feira (5), o deputado Marcelo Ramos (PR), elabora expediente, a ser assinado por parlamentares da região, que solicita ao governo federal que delegue a competência do licenciamento ambiental e da execução do asfaltamento do trecho do meio BR-319 ao governo estadual.

“O encontro teve como propósito preparar e unificar nosso discurso, amanhã, com o ministro da Infraestrutura. Nosso pedido do licenciamento e execução da BR para o Amazonas encontra vários precedentes, uma vez que, praticamente, todas as grandes obras na Amazônia, como a BR 174 e a estrada que liga Boca do Acre ao Acre, foram licenciadas no estado, e nos parece o método mais eficiente ”, afirmou.

Fruto de uma pauta unificada entre os integrantes da bancada, as reivindicações serão entregues amanhã na agenda com o ministro. Segundo ele, ao delegar a competência do licenciamento e execução da obra, o governo terá de fazer o repasse dos recursos necessários, estimados em R$ 1,2 bilhão, ao governo estadual. De outro lado, a bancada amazonense também reivindicará a inclusão da BR 319 no Plano Nacional de Recuperação de Estradas do Ministério da Infraestrutura.

Ainda durante a reunião com a bancada do Amazonas no Congresso Nacional, que contou com a participação dos três senadores e de seis dos oito deputados federais, ficou pactuado a recondução do senador Omar Aziz (PSD) à coordenação da bancada, tendo o deputado federal Silas Câmara como subcoordenador, neste primeiro biênio do mandato, em razão da boa interlocução do senador Omar com o ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e com o governo federal.