Os alimentos antioxidantes servem para ajudar a prevenir doenças, como o mal de Alzheimer, câncer e doenças cardiovasculares. Eles favorecem o bom funcionamento das células de todo o corpo, contrariando o efeito danoso do estresse ou da má alimentação, por exemplo. 

Os alimentos ricos em antioxidantes são, especialmente, as frutas e os legumes, apesar de não serem os únicos.

Alguns exemplos de antioxidantes nos alimentos ricos são:

  1. Betacaroteno – Legumes e frutas vermelhos/cor-de-laranja/amarelos, como abóbora, beterraba, brócolis, cenoura, couve, damasco seco, melão ou ervilha;
  2. Vitamina C – Acerola, brócolis, caju, couve, espinafre, kiwi, laranja, limão, manga, melão, morango, papaia ou tomate;
  3. Vitamina E – Arroz integral, amêndoa, amendoim, castanha-do-pará, gema de ovo, gérmen de trigo, milho, óleos vegetais (soja, milho e algodão) e semente de girassol;
  4. Ácido elágico – Frutas vermelhas, nozes e romã.
  5. Antocianinas – Alface roxa, amora, açaí, ameixa vermelha, berinjela, cebola roxa, cereja, framboesa, goiaba, jabuticaba, morango e repolho roxo;
  6. Bioflavonoides – Frutas cítricas, nozes e uvas escuras;
  7. Catequinas – Chá verde, morango ou ;uva;
  8. Isoflavona – Semente de linhaça ou soja;
  9. Licopeno – Goiaba, melancia ou tomate;
  10. Ômega 3 – Atum, cavalinha, salmão, sardinha, semente de chia e de linhaça ou óleos vegetais;
  11. Polifenóis – Frutas vermelhas, frutas secas, cereais integrais, cebola, chá verde, maçã, nozes, soja, tomate, uva roxa e vinho tinto;
  12. Resveratrol – Cacau, uva roxa ou vinho tinto;
  13. Selênio – Aveia, aves, amêndoa, castanha-do-pará, fígado, frutos do mar, nozes, peixes, sementes de girassol ou trigo integral;
  14. Zinco – Aves, carnes, cereais integrais, feijões, frutos do mar, leite ou nozes;
  15. Cisteína e glutationa – carne branca, atum, lentilhas, feijões, frutos secos, sementes, cebolas ou alho. A polpa da melancia é rica em betacarotenos e em vitamina C. As sementes contêm grande quantidade de vitamina E, assim como de zinco e selênio. Uma vitamina de melancia com as sementes pode ser uma forma de utilizar todo poder antioxidante da melancia.

Os antioxidantes atuam doendo o elétron que falta para os radicais livres, assim eles se tornam moléculas estáveis que não atingem as células ou outras moléculas importantes para o corpo.

Assim, eles contribuem para prevenir problemas como:

  • Envelhecimento
  • Doenças cardiovasculares;
  • Aterosclerose;
  • Câncer;
  • Doença de Alzheimer;
  • Doenças pulmonares.

A dieta é uma importante fonte de antioxidantes, além de também poderem influenciar para o aumento de radicais livres. Uma alimentação equilibrada fornece mais antioxidantes do que estimula a produção de radicais livres, contribuindo para a saúde e para o retardo do envelhecimento.