Pacientes duas crianças: uma com menos de um ano, outra com um ano de vida. Prefeitura faz alerta para vacinação.

Com dois casos confirmados de sarampo neste ano, em Manaus, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) emitiu um alerta sobre a vacinação na cidade. O primeiro caso confirmado em 2019 foi registrado no dia 30 de janeiro, em um paciente com menos de um ano de idade, no bairro Petrópolis, na Zona Sul da capital. O segundo caso deste ano é do dia 1º fevereiro, em uma criança de um ano de idade, no bairro Tancredo Neves, na Zona Leste.

Além dos casos confirmados, a pasta afirmou que mantém a investigação de seis casos suspeitos: quatro deles em crianças menores de um ano e outros dois na faixa etária de 20 a 29 anos. Por território, quatro dos casos em investigação foram notificados no Distrito de Saúde (Disa) Leste, um no Disa Norte e outro no Disa Rural.

Em situação de surto, continua vigente em Manaus a antecipação da primeira dose de tríplice viral para crianças de seis a 11 meses, seguindo com o esquema de rotina preconizado a partir de 12 meses de idade, com intervalo mínimo de 30 dias da dose antecipada, e complementação do mesmo com a segunda dose, a ser realizada com a vacina tetra viral a partir dos 15 meses de idade.

A vacina também é recomendada para pessoas na faixa etária de até 49 anos, em 183 salas de vacina distribuídas nas zonas Norte, Leste, Oeste, Sul e Rural.

“A vacinação é a única maneira de prevenir a doença e quem tiver dúvidas deve procurar uma Unidade de Saúde para avaliação da situação vacinal, que pode ser diferenciada para cada pessoa, dependendo da faixa etária”, recomendou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Marcelo Magaldi.