Por causa das regras do isolamento social decretadas pelo Governo do Estado, o consumo de combustíveis em Manaus caiu aproximadamente 20%. É o nível mais baixo registrado em 20 anos.

É o que aponta o sétimo boletim divulgado pelo Atlas ODS Amazonas, que reúne informações coletadas por instituições acadêmicas da capital e interior do Estado. É como se o consumo de combustíveis em Manaus voltasse aos níveis do ano 2.000, quando a frota de veículos em Manaus era 45% menor.

Mesmo com a redução de 20% no consumo, o preço dos combustíveis insiste em não baixar na capital. Atualmente o preço médio da gasolina nos postos de Manaus é de R$ 4,25. Praticamente o mesmo valor cobrado no início do ano, antes da pandemia do coronavírus chegar ao Estado.

Outro benefício do isolamento social é a diminuição da poluição atmosférica urbana. Segundo o Atlas ODS Amazonas, houve queda de 64% no índice de poluição do ar em Manaus.

A diminuição da emissão de gases é resultado do número reduzido de veículos em circulação e também da desaceleração industrial provocada pelo coronavírus.

Para avaliar com precisão os dados da poluição atmosférica, foram feitos estudos entre os dias 1º de janeiro a 20 de março (avaliados como pré-isolamento) e 21 de março a 15 de maio (período de isolamento).