Wendel foi morto na frente do apartamento que morava. Os criminosos fugiram sem serem identificados

Wendel Santana da Silva, de 20 anos, foi executado com nove tiros de fuzil, na madrugada desta segunda-feira (21), em frente ao apartamento que morava, localizado na rua Jamandi, no conjunto residencial Viver Melhor 2, bairro Lago Azul, Zona Norte de Manaus.

O sargento Heber, da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), informou que a guarnição foi informada, por volta das 3h30, sobre um tiroteio no conjunto.

Quando os PMs chegaram ao local encontraram Wendel morto. Informações obtidas pela polícia dão conta que a vítima foi abordada por três homens armados de fuzil e pistola.

Wendel foi atingido com três tiros no rosto, quatro no peito e dois nos ombros. Cápsulas de munições calibre 762 de fuzil foram encontradas próximo ao corpo.

Segundo informações repassadas por testemunhas à polícia, os criminosos são membros da facção criminosa Comando Vermelho (CV). Já Wendel era integrante da Família do Norte (FDN).

A família do jovem preferiu manter o silêncio em torno do crime. O corpo de Wendel foi removido ao Instituto Médico Legal (IML). A execução, segundo a polícia, deve estar relacionada a briga entre a FDN e o CV. A investigação será realizada pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Foto: Josemar Antunes

Fonte: Em Tempo