Imagens gravadas pela própria mãe, mostram o corpo do bebê com a cabeça costurada.

Um bebê teve  a cabeça degolada durante um parto realizado na Santa Casa de Misericórdia na última sexta-feira (16) em Belém do Pará. A denúncia foi feita pelos pais da criança, Roberto Lemos e Daira Oliveira de Souza, que saíram do município de Ourém para realizar os procedimentos para o nascimento do filho na capital. Segundo o casal, a cabeça do bebê foi arrancada após ter sido forçada em uma tentativa de parto natural pela equipe que realizava o trabalho.

Uma amiga da família, Amanda Vieira, disse que Daria chegou na sexta-feira pela manhã na Santa Casa já em trabalho de parto. Segundo a amiga, Daira não teria feito o parto em Ourém, município do nordeste do Pará, em razão de o bebê apresentar problemas no rim e ser necessária uma cesária.

Amanda acompanhou o trabalho na sala de parto e disse que viu a equipe da Santa Casa incentivar o parto natural, mas houve muita dificuldade para a retirada do bebê. Segundo relato da amiga, a parturiente chegou a ficar de quatro, sob orientação da equipe do hospital. Duas enfermeiras teriam feito massagens na barriga de Daira para ajudar a saída da criança. Elas não conseguiram e desistiram, mas o procedimento foi continuado por outras enfermeiras e enfermeiros, “até que uma bem novinha puxou, puxou com muita força e a cabeça do bebê caiu no chão”.

Amanda diz não aguentou a cena e saiu gritando.

Veja o relato emocionante da amiga:

PERFIL DA MÃE

A mãe comprovou a negligência através de um vídeo onde expõe o corpo do bebê com a cabeça costurada. A equipe do hospital, por sua vez, tenta justificar que o coração do bebê já estava parado antes do acidente, a amiga nega e explica que antes e durante o parto o coração do bebê foi ouvido duas vezes.

Atenção! Imagens fortes:

Fonte: O Liberal