De acordo com moradores do condomínio localizado na Avenida Lúcio Costa, mãe e filho chegaram no prédio juntos por volta das 21h. Uma hora e meia depois o crime foi cometido e o assassino fugiu pulando o muro

Um homem de 30 anos foi preso em flagrante após matar a própria mãe, de 70 anos, em um condomínio à beira-mar na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, no último sábado (6). Segundo a polícia, Lucia Regina Gomes Alves foi morta a socos e chutes, em seu apartamento, após discutir com seu filho.

O assassino, que não morava com a mãe, foi localizado e detido em outro imóvel da família onde estava escondido após pular o muro.

As causas do crime ainda estão sendo apuradas.

Uma moradora, que reside no condomínio com seus dois filhos pequenos, contou ter ficado apavorada com a correria no condomínio e com gritos de vizinhos.

— O vizinho do apartamento de cima começou a gritar, e eu perguntei a ele o que estava acontecendo. Ele disse que um homem estava pulando o muro do condomínio. Da janela, eu vi a pessoa pulando muro e tentei registrar com o celular, mas não deu tempo. Moro com duas crianças e fiquei apavorada. Tranquei as portas e fechei as janelas — contou a moradora. — Só não sabemos por quanto tempo ele ficará preso. Isso é lamentável.

Por meio de nota, a Polícia Militar informou que PMs “do 31º BPM (Recreio), foram acionados na madrugada deste domingo (7/6), para uma ocorrência de crime contra a mulher.”

“No local, policiais foram informados pelo porteiro de que teria ouvido gritos vindo do apartamento da vítima. Dados os relatos, a equipe foi autorizada a entrar no prédio. Na presença de uma moradora como testemunha, as equipes arrombaram a porta, encontrando a vítima ensanguentada caída no chão.  O Samu foi acionado e, chegando ao local, atestou o óbito.  A Polícia Militar preservou o local até a chegada da Polícia Civil.”