A jovem de 17 anos agredida pelo médico Armando Andrade de Araújo, na Maternidade Balbina Mestrinho durante parto no ano passado, releva está sendo coagido pelo profissional. O caso foi revelado após um vídeo publicado nas redes sociais viralizar.

A vítima revelou que uma mulher que se identificou como secretária do médico, entrou em contato com ela buscando mais detalhes por parte da jovem. “Entraram em contato comigo, perguntaram se eu tinha feito B.O. (Boletim de Ocorrência), se tinha ido à delegacia. Não me ameaçaram, só tentaram me coagir. Ela perguntou se eu estava precisando de alguma coisa. Eu desliguei a ligação”, contou.

Foto da vítima publicada no Portal a Critica

Histórico do médico 

O médico possui seis registro de denúncias que se acumulam desde 2013,afirma o titular da  DECCM, delegada Débora Mafra. Arnando ja  foi presos em 2015, acusado por fazer parte de uma quadrilha que cobrava dinheiro para realizar partos em maternidades públicas na capital amazonense.

Na denúncia da jovem Armando vai responder criminalmente por injúria e vias de fato (cometidas no parto) e coação no curso do processo judicial.

Segundo a delegada, o médico deve ser ouvido pela Polícia Civil até a semana que vem.

Saiba mais:

Informações fornecidas pelo Portal A Crítica.