A Unidade Integrada de Articulação às Comunidades (UIAC), órgão da administração direta do Poder Executivo Estadual e integrante da Governadoria, esteve presente na ação que reuniu pescadores do município de Novo Airão. A atividade foi realizada no último dia 10, no auditório da Colônia de Pescadores AM-34.

Entre as pautas apresentadas pela categoria estavam a emissão das carteirinhas de pescadores junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e as guias de transporte de pescado.

Segundo o secretário executivo da UIAC, Carlos Alvarenga, a preocupação da comunidade da pesca é com a manutenção das atividades em razão da pandemia da Covid-19, incluindo os trabalhadores que atuam em áreas de preservação próximas ao município, em particular a que abrange o rio Jaú, especialmente o afluente rio Carabinani.

“O compromisso do governador (Wilson Lima) com o setor primário já foi evidenciado em diversas ocasiões, especialmente no período mais agudo da pandemia, onde não houve paralisação. Atividades importantes neste setor incluem a agricultura, a pesca, a pecuária e independente da esfera de Governo a que as eventuais dificuldades se refiram, trabalharemos em conjunto para resolver as questões. Hoje, temos os editais do Idam (Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas) e o financiamento pela Afeam (Agência de Fomento do Estado do Amazonas) como importantes ferramentas de apoio”, explica Alvarenga.

Participaram da reunião, a Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), por meio da Secretaria Executiva de Pesca e Aquicultura (Sepa), o Sindicato dos Pescadores no Estado do Amazonas (Sindpesca) e a Federação dos Trabalhadores da Pesca e Aquicultura do Amazonas (Fetape).

“Durante a reunião, tratamos os diferentes fomentos que são trabalhados pelo Sistema Sepror, como a subvenção do pirarucu, realizada pela ADS (Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas), assim como a participação desses pescadores nas feiras promovidas pelo Governo do Estado. O apoio ao manejo da pesca, realizada pela Sepa, o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos), os editais abertos, enfim. As inúmeras atividades que temos realizado em prol da pesca artesanal”, ressalta Leocy Cutrim, secretário executivo da Sepa.

Visita técnica – No dia nove de outubro, foi realizada visita técnica nas propriedades de pescadores de Novo Airão e a sede do Sindpesca no município. “Uma oportunidade ímpar que tivemos de estar próximo do pescador e ouvir as demandas da categoria. Queremos estar cada vez mais perto do pescador artesanal para estabelecer políticas públicas direcionadas para esse grande profissional que é o pescador amazonense“, finalizou o secretário.