Com o objetivo de erradicar a febre aftosa no Amazonas, o Governo do Amazonas, por meio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), lançou oficialmente, neste sábado (14/03), a campanha “Amazonas sem Febre Aftosa”, no município de Autazes, localizado a 113 quilômetros de Manaus, na Fazenda Ternura I.

Está é a segunda vez que o município sedia oficialmente a abertura da campanha que abrange 41 municípios do Amazonas.

“É muito importante a iniciativa dos produtores de Autazes irmanados com a Adaf, o sindicato dos produtores, com a prefeitura. Estamos aqui justamente para prestigiar essa abertura da campanha de vacinação, que marca o início da vacinação no ano de 2020, onde estamos trabalhando em 41 municípios”, comentou o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Aráujo.

Autazes é o principal município da bacia leiteira do estado do Amazonas com a produção de leite e seus derivados. No ano passado, o município imunizou, 70.851 animais, atingindo o índice vacinal de 94,29% do rebanho.

Educação sanitária – O secretário de Estado da Produção Rural (Sepror), Petrucio Magalhães, durante a solenidade, reforçou o trabalho de educação sanitária voltada para a conscientização dos produtores para a imunização e cuidados com o seu rebanho.

“Esse trabalho de educação sanitária de conscientização do pecuarista é fundamental para garantirmos a soberania alimentar de todo o nosso estado. Então, nesse momento, lançamos oficialmente a campanha e fazemos um trabalho educativo para que possamos conscientizar sobretudo os pecuaristas, para que eles possam fazer todo o trabalho de vacinação, cuidado de diagnóstico e também de prevenção”, comentou Petrucio Magalhães.

Programação – Além da abertura da campanha, o evento contou com palestras relacionadas à Recuperação de Pastagens pelo sistema de Integração Lavoura Pecuária e Florestal (ILPF), realizada pela a equipe da Empresa Brasileira por representantes da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e sobre Cadastro Ambiental Rural (CAR), pelos técnicos do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário Florestal e Sustentável do Amazonas (Idam).

A solenidade contou com a presença de aproximadamente 200 pecuaristas da região; do diretor-presidente da Adaf, Alexandre Aráujo; do secretário de Produção Rural, Petrucio Magalhães; da diretora do Idam, Eda Oliva; do presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (Faea), Muni Lourenço; do prefeito de Autazes, Andreson Cavalcante; de representantes da Superintendência Federal da Agricultura do Amazonas (SFA-AM); e de vereadores da região.

Para o anfitrião proprietário da Fazenda Ternura I, José Roberto Torres de Araújo, que oportunizou a realização do evento em sua propriedade, recepcionar os amigos pecuaristas foi um momento de socialização de informação e mobilização para retratar a importância da vacinação contra febre aftosa na região.

“Para mim foi ótimo receber a abertura da campanha em minha fazenda, assim estaremos erradicando a doença em nosso município. Com certeza se nós pecuaristas vacinarmos todo o nosso rebanho, teremos um gado de qualidade para comercializarmos”, comentou José Roberto, pecuarista há 20 anos.

Sobre a campanha – A campanha de vacinação no Amazonas é dividida em duas etapas. Em 41 municípios que compõem as calhas dos rios Amazonas e Solimões, serão vacinados bovinos e bubalinos nos períodos de 15 de março a 30 de abril e de 15 de julho a 31 de agosto. Nos demais 21 municípios, nas calhas dos rios Negro, Madeira e no sul do Amazonas, o calendário de vacinação ocorre nos meses de maio e novembro.

Municípios – Inicialmente, a campanha contempla os munícipes de Alvarães, Amaturá, Anamã, Anori, Atalaia do Norte, Autazes, Barreirinha, Benjamin Constant, Beruri, Boa Vista do Ramos, Borba, Caapiranga, Careiro, Careiro da Várzea, Coari, Codajás, Fonte Boa, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Japurá, Jutaí, Manacapuru, Manaquiri, Manaus, Maraã, Maués, Nhamundá, Nova Olinda do Norte, Parintins, Rio Preto da Eva, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Silves, Tabatinga, Tefé, Tonantins, Uarini, Urucará e Urucurituba.

Onde adquirir a dose da vacina – As doses da vacina podem ser adquiridas em casas agropecuárias credenciadas pela Adaf ou nos escritórios do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam). O preço é de R$ 1,90 a R$ 2,10 por dose (2 ml).

O produtor rural é o responsável pela vacinação do seu rebanho, devendo adquirir a vacina, dentro do prazo da etapa, em uma revenda cadastrada pela Adaf e, até o dia 15 de maio deverá comparecer em uma das Unidades Locais de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsavs), da agência, em seu município, para comprovar a vacina.

FOTOS: Djalma Júnior