O líder da oposição é acusado de corrupção e justiça da Venezuela determina que ele fique fora dos cargos públicos por mais de uma década.

O líder da oposição é acusado de corrupção e justiça da Venezuela determina que ele fique fora dos cargos públicos por mais de uma década.

O líder opositor Juan Guaiadó está proibido de ocupar cargos públicos por 15 anos disse o controlador-geral da Venezuela, Elvis Amoroso nesta quinta-feira (28).

Amoroso disse que Guaiadó teve inconsistências em suas informações financeiras e que seus gastos não correspondem aos seus níveis de rendimento, o que indicaria corrupção.

Por isso o órgão decidiu “inabilitar para o exercício de qualquer cargo público ao cidadão [Guaiadó] pelo período máximo estabelecido por lei”, disse Amoroso a TV estatal.