Primeiro grupo da força-tarefa chegou ao estado na noite desta terça-feira (28). Equipe vai atuar dentro de presídios de Manaus onde 55 presos morreram nesta semana.

A força-tarefa de intervenção em presídios do estado do Amazonas começou nesta terça-feira (28) e terá duração de 90 dias, de acordo com portaria publicada no “Diário Oficial da União”desta quarta-feira (29).

A equipe vai atuar em presídios de Manaus onde 55 presos morreram entre domingo (26) e segunda-feira (27). O primeiro grupo da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) chegou ao estado na noite desta terça, após pedido feito pelo governador do Amazonas, Wilson Lima, ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

Desde o massacre de presos em 2017, integrantes da Força Nacional de Segurança Pública atuam na área externa do presídio. A segurança interna, no entanto, era de responsabilidade do governo estadual.

De acordo com a portaria do Ministério da Justiça e Segurança Pública, a FTIP deve atuar dentro das penitenciárias, apoiando atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos.

A quantidade de homens que já chegaram à capital amazonense ainda não foi divulgada. Espera-se que, até o fim da semana, 100 agentes estejam na cidade.

Fonte: G1

Leia mais:

Líderes de facção, xerifes de cadeia, matadores de ministro e traficantes estão entre os detentos transferidos; veja a ficha

Pistoleiro mais temido da FDN foi morto em cela durante massacre

Detentos mandantes do massacre são transferidos para presídios federais e lista de nomes é divulgada