Com as pessoas dentro dos carros, os artistas precisaram criar novas formas de interagir com o público.

pandemia do coronavírus e o decreto de isolamento social, que impossibilita a realização de eventos que demandem público e promovam aglomeração de pessoas, geraram crise na indústria do entretenimento mundo afora. Desde então, produtores e artistas vêm buscando novos meios de manter o mercado ativo. Com a moda das lives em baixa, a nova aposta para cobrir os prejuízos milionários da cena cultural são os shows e festivais em formato drive-in, que atualmente são tendência em todo o país.

Segundo o empresário e produtor cultural Aci Carvalho, esse formato, tão cultuado décadas atrás, voltará a ter relevância durante a pandemia. “Com certeza, não vai suprir todos os empregos perdidos, não será como antes, mas é o caminho que temos”, afirma o dono da AC Eventos, empresa responsável por promover shows com grandes nomes do sertanejo em Brasília.

Para ele, mais que uma tendência, os eventos no estilo drive-in são uma realidade e foram abraçados pelo público. “As primeiras iniciativas estão sendo realizadas. Acredito que nos próximos meses teremos em torno de 20 a 30 drive-ins oferecendo todos os tipos de serviço da cadeia cultural no DF”, garante o produtor.

“Ficar apenas trancado em casa também pode gerar doenças, como a depressão. As pessoas estão carentes de festas, querem e estão buscando opções seguras para sair de casa”, completa Aci Carvalho que, junto a outros empresários do ramo, criou o selo Saúde Segura — manifesto que amplia os cuidados de higiene para a realização dos festivais.

Show sertanejo

O primeiro evento do gênero aconteceu no início de maio. A rave ao ar livre, realizada pela boate Club Index, na Alemanha, inspirou organizadores do Brasil. A estreia do estilo por aqui será feita pela dupla Edy Britto & Samuel,com show transmitido ao vivo, também pelas redes sociais dos sertanejos. A live drive-in acontece neste sábado (20/06), a partir das 17h, no estacionamento do estádio Serra Dourada, em Goiânia.

“A gente queria trazer alguma coisa de diferente. Então, veio essa ideia de fazer a primeira live drive-in do Brasil, trazendo música boa e relembrando esse hábito que era tão comum antigamente para os dias de hoje”, explica Edy Britto. Além da plateia que poderá acompanhar o show pelo YouTube, a dupla convidou amigos e sorteou convites entre os fã-clubes dos sertanejos. Para atender a todas as orientações de segurança, a lotação máxima será reduzida a 80 carros. Todos receberão kits com máscaras de proteção.

Os irmãos acreditam que o novo formato será uma alternativa para aliviar os efeitos da pandemia. “Tem muita gente criativa pensando em saídas para este momento. Começamos com as lives bem amadoras, na sala de casa, depois a coisa foi crescendo e a criatividade não tem limites. A gente espera e tem muita fé que tudo volte ao normal o quanto antes, nada se compara à emoção de subir no palco diante de uma galera”, ressalta Samuel.

Nomes gigantes do mercado, como o sertanejo Gusttavo Lima, também estão desenhando projetos de shows ao estilo drive-in.

Música, teatro e cinema…

Entre os dias 23 de junho e 15 de agosto, Brasília vai receber o Festival Drive-In. O evento acontece no estacionamento do Aeroporto Internacional de Brasília. A programação incluirá cinema, música e teatro. A primeira sessão aberta ao público, com início às 18h30, contará com concerto da Orquestra Filarmônica de Brasília, em formato reduzido, apresentando, ao vivo, As Quatro Estações de Vivaldi.

Nina Rocha, uma das organizadoras do festival, sobre os desafios de realizar o evento que terá capacidade para até 200 veículos. “No começo do projeto, tivemos uma certa dificuldade em enxergar qual seria o formato ideal para conseguir colocar peças teatrais, stand-up comedy e shows, mas depois que fomos abordando os artistas, acabamos construindo juntos. Eles estão bem animados em poder se apresentar novamente ao vivo”, conta.

A produtora cultural também está otimista sobre os reflexos positivos no mercado do entretenimento. “Tudo o que estamos passando é inédito. Este formato é uma solução para que os artistas se apresentem e possam interagir novamente com o público. Sim, dá para interagir de dentro do carro. A buzina é o novo aplauso!”, considera.

A Arena Bsb, concessionária que gere o Complexo Esportivo de Brasília, é a responsável pela programação do Arena Drive Multicultural, localizado no estacionamento do Ginásio Nilson Nelson (Eixo Monumental). Com capacidade para 177 veículos, o novo espaço inaugurou no último dia 12 de junho, e, de lá para cá, tem sido mais uma nova opção de cinema a céu aberto da capital federal, que já tem o Cine Drive-in.

Fonte: Metrópoles