Um coronel, que não teve a identidade revelada, foi afastado de suas funções de diretor da Escola Estadual Coronel Pedro Câmara (CMPM VIII), no bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus, após as autoridades receberem denúncias de pais de alunos que o acusam de oferecer dinheiro para participar de um ménage.

Agora, a corporação investiga também se as meninas que receberam tais mensagens eram alunas da escola ou menores de idade.

De acordo com informações, o coronel aparecia em mensagens de áudio e texto – recebida pelos pais dos alunos – convidando uma jovem para manter relações sexuais. Ele afirma ainda que uma outra pessoa já havia aceitado o convite.

“É um desejo meu, é um gosto meu. Eu nunca fiz isso. Eu acho que… Deve ser muito bom um sexo a três, certo? E eu me agradei de você (sic), pedi dela e ela aceitou. Certo? Foi isso”, disse ele em áudio. Em uma das gravações, aliás, o diretor oferece dinheiro para que a jovem aceite o convite.

“Aceita o acordo, tá? Eu pago para sair só eu e você essa semana que entra. E, depois, a gente faz o nosso ménage. Eu, você e ela. Do jeito que você quer. Aí a gente transa, eu, você e ela. Bora? (sic)”, comentou.

Ainda segundo a publicação, a Polícia Civil informou que nenhum registro do caso foi realizado na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) até a última sexta-feira, 29.