Homem tinha 52 anos; o cão pertencia à mãe do agressor.

Um cachorro matou um homem de 52 anos, na madrugada deste domingo (7), em Juazeiro do Norte. De acordo com a polícia, o animal teria agido em defesa da tutora, uma idosa de 70 anos, que sofria agressões físicas do próprio filho.

O caso aconteceu no Bairro Pirajá. Houve uma discussão e o homem tentou agredir a própria mãe. O animal então teria avançado contra a vítima, em defesa da idosa.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSPDS), equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram acionados para o local e constataram o óbito.

O estado de saúde da idosa de 70 anos e do cachorro, de raça não definida, não foram informados pelas autoridades policiais.

Cão será adotado

Após a ocorrência, moradores da região ameaçaram matar o cachorro. Ele então foi levado ao Centro de Controle de Zoonoses de Juazeiro do Norte. Segundo Mariângela Bandeira, presidente da Associação Defensora dos Animais Carentes (Adac), o animal de médio porte, que pesa entre 30 a 40 quilos, está sob cuidados, fará os exames necessários e será posto a adoção responsável assim que for castrado. Adestradores se interessaram em trabalhar o comportamento do cão.

Em nota, a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) informou que o laudo sobre a causa da morte do homem atacado pelo cão será encaminhado para a Delegacia Regional de Juazeiro do Norte quando for concluído.

Veja em vídeo como cuidaram do animal: