Em ação na qual Jair Bolsonaro alega danos morais, a 12ª Câmara Cível do Rio de Janeiro negou recurso do presidente contra Jean Wyllys. Em 2018, à época deputado federal pelo PSOL, Wyllys chamou Bolsonaro de “fascista” e “racista”.

Como se ele demonstrasse o contrário, o presidente alegou ter sido “ofendido” e pediu R$ 20 mil por danos morais. Além disso, reivindicou uma multa, caso o então deputado utilizasse as mesmas palavras novamente. Todos os pedidos foram negados até agora e esta foi a quinta derrota de Bolsonaro no caso.