Christopher Sena, de 52 anos, é acusado de obrigar os filhos a manterem relações sexuais consigo, com a mãe, madrasta e cão ao longo de 12 anos.

O homem, que vivia em Las Vegas, chegou a filmar os atos macabros que eram protagonizados, imagens essas que foram partilhadas em tribunal, durante o seu julgamento.

As suas ex-mulheres, Deborah Sea, de 53 anos, e Terrie Sena, de 48, também foram condenadas a uma pena de prisão de dez anos, por serem participantes ativas nos abusos.

O homem está preso desde 2014 mas só agora conheceu a sentença. Considerando que os abusos foram cometidos contra a vontade das crianças – hoje já adultos -, o juiz condenou Christopher a 341 anos de prisão, noticia o Mirror.