Alejandro Molina Valeiko deixou a sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), por volta das 19h30 desta segunda-feira (7), no camburão de uma viatura policial,  a caminho do Instituto Médico Legal (IML) para realizar exame de corpo de delito. O filho da primeira-dama seguiu para o Centro de Detenção Provisório Masculino, onde passou a noite no Centro de Recebimento e Triagem e, somente na manhã de hoje (08) saberá em qual presídio ele irá cumprir prisão provisória.

A informação da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) foi confirmada pela Polícia Civil do Amazonas. 

A ida de Alejandro ao CDPM foi determinada após uma decisão do desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), que revogou uma concessão de prisão domiciliar para o suspeito, expedida pela desembargadora Joana dos Santos Meirelles, plantonista do TJAM, nesta segunda-feira.

“Recebemos uma determinação diversa da que nós tínhamos anteriormente, desta vez, para recolhe-lo na penitenciária, e nós vamos cumprir a ordem judicial que chegou até nós. O oficial já está na delegacia. Nós estamos providenciando o exame de corpo e delito dele, e ele será encaminhado à cadeia pública”, disse o titular da DEHS, Paulo Martins.

Fonte: A Crítica

Foto: Carlos Bolivar