Alejandro Valeiko, enteado do prefeito de Manaus Arthur Neto, terá que voltar para a prisão até o final desta sexta-feira (13). Na tarde de ontem, o ministro Leopoldo de Arruda Raposo, do Tribunal Superior de Justiça (STJ), cassou a liminar que garantia liberdade ao filho da primeira-dama, Elizabeth Valeiko.

Com a decisão, Alejandro tem que voltar ainda hoje para o Centro de Detenção Provisória Masculino, localizado na BR-174 que liga Manaus a Roraima.

No dia 27 de dezembro do ano passado, Alejandro conseguiu uma liminar para tirá-lo do presídio. A decisão foi assinada pelo ministro João Otavio Noronha, que presidia o STJ.

O enteado do prefeito Arthur Neto era o único acusado do assassinato do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos que continuava em liberdade.

O crime aconteceu dia 29 de setembro do ano passado, após uma festa na casa de Alejandro Valeiko, regada a drogas e álcool.

O corpo do engenheiro foi jogado num terreno baldio no bairro do Tarumã.