Município abre agenda de entregas no interior, que terá 142 mil famílias beneficiadas com auxílio mensal de R$150.

O governador do Amazonas, Wilson Lima, deu início à entrega dos cartões do Auxílio Estadual permanente no interior do estado, nesta quinta-feira (18/11). O primeiro município a receber a ação foi Itacoatiara (a 176 quilômetros de Manaus), onde 6.078 famílias em situação de vulnerabilidade receberão o benefício mensal de R$ 150. Nos 62 municípios do Amazonas, o objetivo é alcançar 300 mil famílias, sendo 142 mil apenas no interior.

Wilson Lima afirma que o Auxílio Estadual garante a segurança alimentar dessas famílias e, ao mesmo tempo, movimenta a economia dos municípios.

“Em todo o interior vamos entregar algo em torno de 142 mil [cartões]. Isso é importante nesse momento em que a gente começa a superar a crise da pandemia, mas temos outras crises para serem superadas como a falta de emprego e a necessidade que as pessoas têm, nesse momento, de colocar alimento em suas mesas. Esses recursos irão circular dentro do próprio município. Então todo o estado vai ser beneficiado, todos os meses serão algo em torno de R$ 45 milhões na economia”, afirmou o governador.

Somente em Itacoatiara a injeção de recursos com o auxílio será de R$ 911.700 mensais. A solenidade de início da entrega dos cartões contou com a participação do prefeito do município, Mário Abrahim, dos deputados estaduais Joana Darc, Saulo Viana e Cabo Maciel, e de secretários estaduais.

Servidores do estado foram recrutados para a entrega do auxílio em Itacoatiara, que possui dois postos de distribuição dos cartões: no Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Dom Jorge Edward, e na Escola Municipal Jamel Amed. A entrega do cartão é feita somente para o titular do benefício, mediante apresentação de documento de identificação com foto, coleta de assinatura na cautela e registro no aplicativo SASI.

O Auxílio Estadual já é considerado o maior programa estadual de transferência de renda do país, garantindo segurança alimentar a milhares de famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. À frente da equipe da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), a secretária Alessandra Campelo acompanhou o início da distribuição dos cartões no interior e destacou o empenho do Governo em garantir que todas as famílias recebam o benefício.

Ajuda necessária – Kelly Cristina, moradora de Itacoatiara e uma das beneficiárias destacou a importância do Auxílio Estadual. “Vai estar me ajudando porque eu tenho filha pequena e eu preciso manter e não é sempre que a gente consegue, mas está sendo uma boa ajuda pelo governo porque é um apoio para a gente, não só para mim mas para outras pessoas que precisam”, disse.

Para conferir se é beneficiário, é preciso acessar o site www.auxilioestadual.com.br, onde também é possível saber quando e onde o cartão será entregue.

Programação interior – Nesta sexta-feira (19/11), é a vez da população do Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros de Manaus) receber o Auxílio Estadual permanente. No município, as entregas acontecerão a Escola Estadual Raimundo Paz (rua Governador Gregório Azevedo, Centro), das 8h às 16h, até a terça-feira (23/11).

A programação para as semanas seguintes inclui entregas em municípios das calhas do Alto Solimões, Baixo Amazonas, Baixo Solimões, Madeira, Médio Solimões e Purus. A previsão de conclusão das entregas nos postos é 15 de dezembro. Em seguida, será iniciado um trabalho de busca ativa dos beneficiários.

Critério de acesso ao benefício – Todas as famílias a serem beneficiadas pelo Auxílio Estadual estão inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal. O CadÚnico é o conjunto de informações sobre as famílias brasileiras em situação de pobreza e extrema pobreza criado para implementação de políticas públicas capazes de promover a melhoria da vida das mesmas.

Setor primário – No município, o governador Wilson Lima visitou a Colônia de Pescadores Z-13, no bairro Janauary, onde conversou com a categoria e ouviu suas principais demandas. Na ocasião, o governador falou sobre os principais investimentos do Estado na produção rural, principalmente na pecuária.

Fotos: Bruno Zanardo/Secom