Câmera de segurança flagrou a hora em que a Polícia Federal cumpria o mandado na operação Acesso Pago.

Câmera de segurança próxima à casa do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro registrou o momento exato em que ele foi preso, na manhã desta quarta-feira (22/6).

Ribeiro é suspeito de participar de um esquema de corrupção envolvendo pastores e tem uma audiência de custódia marcada para esta quinta-feira (23/6), em Brasília.

Inicialmente, o vídeo foi obtido pela TV Tribuna e depois compartilhado por vários veículos em redes sociais. Veja:

https://www.instagram.com/reel/CfHc5dpjEhO/?igshid=YmMyMTA2M2Y=

O ex-ministro foi alvo de prisão preventiva na Operação Acesso Pago, que investiga um esquema de corrupção que envolveu pastores evangélicos durante a gestão dele frente à pasta de Educação. Ribeiro estava em casa, em Santos (SP), no momento da prisão preventiva, e deve ser transferido para Brasília ainda nesta quarta-feira.

Além do ex-ministro, a Polícia Federal também cumpriu mandados de busca e apreensão contra os pastores Arilton Moura e Gilmar Santos, ligados ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e apontados como lobistas no MEC enquanto o ex-ministro chefiava a pasta. Os pastores acusados negociavam a liberação de recursos a prefeituras, mesmo sem cargo no governo.

São, ao todo, 13 mandados de busca e apreensão e cinco prisões preventivas nos estados de Goiás, São Paulo, Pará e no Distrito Federal. Além disso, medidas cautelares como proibição de contratos entre os investigados e envolvidos também estão em curso.

A defesa do ex-ministro declarou em nota que “inexistre razão para a prisão preventiva” e que essa medida é “injusta, desmotivada e indiscutivelmente desnecessária”.

Fonte: Metrópoles