Embora não agrade alguns vereadores reeleitos, que insistiam para que a posse do novo mandato ocorresse no Teatro Amazonas, a cerimônia foi transferida para a Câmara Municipal de Manaus, no dia 1º. de janeiro.

A solenidade que marca o início do mandato do prefeito David Almeida, do vice-prefeito, Marcos Rotta, bem como a posse dos 41 vereadores de Manaus, não terá participação do público. O objetivo é controlar a entrada de pessoas na Câmara Municipal e evitar o risco de contaminação pelo coronavírus.

Só terão acesso ao parlamento as pessoas empossadas, que terão direito a apenas um acompanhante. As autoridades convidadas a prestigiar da cerimônia vão participar por meio de videoconferência.

Os detalhes da solenidade foram decididos nesta segunda-feira pelo prefeito eleito David Almeida e pelo presidente da Câmara, Joelson Silva.

Até sexta-feira da semana passada, o evento aconteceria no Teatro Amazonas, como é tradição nas cerimônias de posse do Legislativo e Executivo de Manaus.

Mas por recomendação dos órgãos de Saúde, que temem que o evento se transforme num centro de propagação do coronavírus, a posse foi transferida para a Câmara Municipal.