Com o cancelamento do Carnaval em Manaus e no interior do Amazonas, os recursos que seriam destinados pelo governo do Estado para a ‘Folia de Momo’ poderão ser aplicados em ações de combate ao coronavírus e socorro aos profissionais desempregados.

A proposta foi apresentada hoje (11), na Assembleia Legislativa, e teve apoio unânime dos deputados presentes na reunião.

De acordo com o deputado João Luiz (Republicanos), em 2019 o governo liberou R$ 1,5 milhão para as escolas de samba de Manaus. Neste ano, com o Carnaval suspenso por causa do coronavírus, os recursos podem ser aplicados em outras áreas, como o pagamento do auxílio emergencial.

O deputado Fausto Jr (MDB), que minutos antes alertou para a dificuldade financeira vivida por profissionais de educação física e artistas, sugeriu que o dinheiro economizado com o Carnaval fosse usado no auxílio às duas categorias.

“Cantores, músicos e outros artistas estão passando dificuldades por causa da suspensão dos shows. O mesmo problema é enfrentado pelos professores de academia de ginástica, que estão sem trabalhar”, destacou Fausto Jr.

João Luiz sugeriu que o governo do Estado estude a questão e envie à Assembleia Legislativa um projeto de lei para criar o auxílio emergencial para as duas categorias.

O assunto deve ser novamente discutido na Aleam na próxima semana. A proposta pode ganhar força após a mobilização de artistas e professores de academia, programada para o fim de semana.