Adolescente saiu de casa após receber uma ligação de um suposto amigo.

O vendedor de bombons Taylon Ranchel Moreira Ferreira, de 17 anos, morreu na noite desta quarta-feira (29) após ser baleado na Colônia Terra Nova, Zona Norte de Manaus. A família suspeita de uma emboscada, após o adolescente receber uma ligação de um suposto amigo para dar uma volta.

Por volta das 20h30, o corpo do adolescente foi encontrado jogado na Rua das Pedreiras. Ao lado dele, estava a mochila que ele usava para trabalhar. Segundo a polícia, dentro dela tinha uma arma caseira.

Taylon foi baleado por uma pessoa não identificada que fugiu após o crime. O g1 conversou com familiares dele na manhã desta quinta-feira (30) na sede do Instituto Médico Legal (IML). A sobrinha que trabalhava com ele disse que os dois chegaram a trabalhar na manhã de quinta-feira (29).

A jovem foi para a escola e o tio ficou em casa. A intenção era que os dois fossem trabalhar quando a sobrinha Tayra dos Santos voltasse do colégio.

“Ele recebeu a ligação de um amigo dele que estava esperando por ele na esquina de casa. Ele saiu em um carro preto com três homens que não conhecemos”, disse.

O adolescente chegou a enviar um vídeo de dentro do carro para a família. Pelas imagens, ele passa por uma avenida no Novo Aleixo com um som musical do carro.

“A gente sabia que ele tinha amizades que não prestava, ele tentava manter distância. Acredito que armaram alguma coisa para ele. Meu tio não tinha maldade no coração dele”, contou.

O vendedor era o filho mais novo de seis filhos. A mãe dele, desesperada, recebeu a mochila do filho no IML com um vale transporte e os bombons que vendia. A família aguarda a liberação do corpo para o sepultamento. O caso é investigado pela polícia.

Fonte: G1 Amazonas