Procura está focada principalmente em automóveis usados, com aumento de 204% no financiamento de carros com mais de 12 anos de uso.

As vendas de veículos financiados no Brasil mais do que dobraram em abril. De acordo com dados da B3, entre automóveis leves, pesados e motos, foram vendidas 467 mil unidades no mês passado contra 216 mil em abril de 2020, o que representa uma alta de 116%. A procura está focada principalmente no financiamento de automóveis usados. Um dos motivos, de acordo com a superintendente de Planejamento da B3, Tatiana Masumoto Costa, é a falta de carros novos no mercado. “A indústria de novos está sofrendo grandes impactos. Então quando você represa a venda de novos, tem muito consumidor que acaba partindo para um usado. A cadeia de insumos da indústria também sofreu, tudo crise devido à pandemia. Então desde fábricas de insumos nacionais que pararam as produções pelo distanciamento social, mas também por insumos importados. Teve esses dois efeitos”, disse. Outra hipótese levantada para a preferência da população por usados é a crise econômica. Os dados da B3 apontam que subiram as vendas a crédito de automóveis cada vez mais velhos.

O financiamento de carros com tempo de uso entre 9 e 12 anos, por exemplo, aumentou 148% em relação ao mesmo período do ano passado; já os de veículos com mais de 12 anos de uso subiu 204%, explica Tatiana Costa. “Tem a questão do cenário de transporte público, que pode também ser um significativo que a população fica receosa, então ela acaba buscando uma alternativa, uma alternativa mais barata, que é o veículo mais usado. Outra hipótese que a gente vê é a ‘troca com troco’, que é um consumidor que já tem um carro usado e precisa de dinheiro. Então ele acaba trocando o veículo por um mais barato”, disse. Na comparação com março de 2021, o número total de financiamentos de veículos apresentou redução de 5,6%; a queda, no entanto, tem relação com a quantidade de dias úteis do mês, maior que os de abril.

Fonte: JP Noticias