Valores ficam disponíveis até o último dia útil do segundo mês subsequente ao da aquisição do direito ao saque.

A Caixa Econômica Federal iniciou o pagamento, na última segunda-feira (4/1), do saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ano 2021.

O cronograma de crédito foi estabelecido conforme o mês de nascimento dos trabalhadores. Dessa maneira, a Caixa tem depositado o FGTS aos nascidos em janeiro.

Os valores ficam disponíveis para saque até o último dia útil do segundo mês subsequente ao da aquisição do direito a receber o benefício.

Logo, se a data de aniversário for 10 de janeiro, o trabalhador terá entre 4 de janeiro e 31 de março de 2021 para efetuar o saque. O mesmo ocorre com os outros meses. Confira:

Calendário do saque-aniversário do FGTS ano 2021

Os valores não sacados após essa data serão devolvidos para as contas vinculadas do FGTS devidamente corrigidos pelas mesmas regras do Fundo, sem ônus para o trabalhador.

Modalidade

Criado em 2019, o saque-aniversário permite a retirada de parte do saldo da conta do FGTS, anualmente. A modalidade tem regras diferentes do saque-rescisão.

Para o trabalhador receber no ano corrente, é necessário registrar a opção pela sistemática do saque-aniversário até o último dia do mês de nascimento.

Ao registrar a opção pela sistemática, o trabalhador escolhe a data de recebimento do valor, que pode ser o primeiro ou o 10º dia do mês de aniversário.

Se a data informada não for dia útil, o crédito ocorrerá no dia útil subsequente. O pagamento é feito pela Caixa Econômica gratuitamente, sem cobrança de tarifa.

Sobre o somatório do saldo das contas vinculadas do trabalhador será aplicado um percentual, acrescido de uma parcela adicional, quando for o caso. Veja:

Assim, se um trabalhador tem três contas que, juntas, têm R$ 1.450 de saldo, por exemplo, o valor liberado será de R$ 585 (o equivalente a 30% de R$1.045, mais R$ 150).

Fonte: Metrópoles