Ameaça das tropas russas na região é crescente desde que o Kremlin retirou suas tropas das regiões de Kiev e do centro-norte do país e anunciou que ‘concentraria esforços na libertação do Donbass’.

Bombardeios foram registrados na madrugada desta terça-feira, 5, em Kramatorsk, principal cidade do leste da Ucrânia que permanece sob controle de Kiev, apesar da crescente ameaça de uma grande ofensiva das tropas da Rússia na região. Os ataques, provavelmente com mísseis ou foguetes de longo alcance, destruíram uma escola no centro da cidade, ao lado da sede da polícia. Segundo relatos dos moradores, o ataque não provocou vítimas porque a escola estava vazia. As autoridades locais não divulgaram um balanço oficial até o momento.

Kramatorsk é capital regional de fato do território desde outubro de 2014 e fica no centro da área, que estaria praticamente cercada pelos russos. A ameaça das tropas russas no leste da Ucrânia vem crescendo a cada dia, desde que o Kremlin retirou suas tropas das regiões de Kiev e do centro-norte do país, após uma reunião de acordo de paz, e anunciou que “concentraria esforços na libertação do Donbass”, onde estão localizadas Donetsk e Lugansk, capitais das duas regiões separatistas pró-Rússia. Milhares de pessoas fugiram da cidade de Kramatorsk nos últimos dias por medo de um bloqueio total, como ocorre em Mariupol, no sul. De acordo com uma empresa ferroviária ucraniana, 3.100 pessoas deixaram a cidade na última segunda-feira, 4, mas as viagens foram interrompidas nesta terça-feira devido aos bombardeios.

Fonte: JP Notícias