A lista com os 616 nomes foi entregue pelo presidente do TCE-AM

O Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) divulgou hoje uma lista com 616 prefeitos, ex-prefeitos, secretários, vereadores e vários políticos de Manaus e do interior que tiveram as contas reprovadas nos últimos oitos anos.

Por causa da reprovação, os gestores e ex-gestores públicos foram enquadrados na Lei da Ficha Limpa e podem ficar inelegíveis para a eleição deste ano.

A lista com os 616 nomes foi entregue pelo presidente do TCE-AM, conselheiro Mario de Mello, ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e aos Ministérios Públicos Federal e Estadual.

Entre os ex-secretários que tiveram as contas reprovadas está Graça Prola, que comandou a secretaria de Assistência Social do Amazonas.
A ex-secretária de Infraestrutura, Waldívia Alencar, também teve as contas reprovadas, totalizando sete processos.

No interior do Estado, os campeões de contas rejeitadas foram Tiago Lisboa (10 processos); e Wilson Lisboa (7 processos), ambos de Fonte Boa; além de Antônio Peixoto, de Itacoatiara, com cinco prestações de contas rejeitadas, entre outros.

Dos 350 gestores com contas reprovadas nos municípios do interior, 19 estão em Coari, 17 em Manacapuru, 15 em Uarini, 13 em Iranduba e 11 em Fonte Boa.

As secretarias de governo somam 84 gestores e ex-gestores na lista de reprovados. Já na prefeitura de Manaus são 31 pessoas que estão em risco de ser barrados na eleição deste ano.

A elaboração da listagem, que foi feita a partir de um cruzamento minucioso de dados, levou em consideração, também, o julgamento político realizado pelo Poder Legislativo nos casos em que o referido poder não seguiu o entendimento do TCE pela aprovação e desaprovou as contas do referido gestor.

A listagem, com cópias impressas dos autos e digitalizadas em DVDs, foi encaminhada aos gabinetes do presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Aristóteles Lima Thury; ao procurador Regional Eleitoral, Rafael da Silva Rocha, e à procuradora-geral de Justiça, Leda Mara Nascimento Albuquerque, hoje pela manhã, antes de iniciar a coletiva virtual.

A lista completa pode ser acessada no site do TCE-AM, mediante o endereço www2.tce.am.gov.br/