Tony Ramos falou sobre o movimento da TV Globo de não renovar os contratos com atores veteranos, a exemplo de Antônio Fagundes, Tarcísio Meira e Gloria Menezes, que eram considerados medalhões da emissora. Ele diz não ter medo de ser eventualmente dispensado.

“As palavras receio e medo não me habitam. Eu não sou um homem de ter medos e receios. Eu sou muito realista. Os meus familiares até falam que eu sou realista demais. Não tenho medo. Pelo contrário. Eu poderia estar amanhã no veículo A, B ou C, no streaming A, B, C, D, ou nos projetos pessoais. O profissional que está há 57 anos no mercado precisa ter previsibilidade. Tem que se prevenir, e isso faço há muito tempo”, disse o ator para a coluna de Fábia Oliveira, do jornal “O Dia”.

Aos 72 anos, ele, que está escalado para a próxima novela de João Emanuel Carneiro (ainda sem data para o início das gravações), afirmou que não pensa em parar de trabalhar.

“Mesmo que saia de lá [da Globo], eu não vou sair fazendo qualquer coisa. Vou fazer teatro, vou ser o meu produtor, vou trabalhar, vou correr atrás, vou sonhar. Sou um homem de 72 anos que ainda tem sonhos”, disse ele.

Fonte: UOL famosos