Ataques a agências bancárias aconteceu em 30 de agosto, no município do interior de São Paulo; ação durou duas horas, houve tiroteio e três pessoas morreram.

A Polícia Federal prendeu, próximo a fronteira com o Paraguai, dois homens suspeitos de organizar o ataque a três agências bancárias em Araçatuba, no interior de São Paulo. A operação Escritório do Crime mobilizou a polícia brasileira e a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai. Além da apreensão de bens, dinheiro e munições, foram presos: William Meira do Nascimento, conhecido como Bruxo, e Anderson Meneses de Paula, o Tuca. Eles são apontados de ter ligação com uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios brasileiro e são suspeitos comandarem o roubo em Araçatuba, que aconteceu em 30 de agosto. A ação durou duas horas, houve tiroteio e os bandidos fizeram moradores reféns. Três pessoas morreram.

Fonte: JP Notícias