Crime ocorreu em 2019 quando suspeito tinha 16 anos. Ele alegou para a polícia que praticou crime porque a vítima batia na mãe dele.

Um jovem de 18 anos foi preso nesta quarta-feira (29) suspeito de envolvimento no assassinato do próprio padrasto, um vendedor de verduras, de 48 anos. O crime aconteceu em 2019 na quitinete da vítima, na zona leste de Manaus.

Investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) cumpriram o mandado de prisão onde o suspeito estava morando, em uma casa de difícil acesso, no bairro Colônia Antônio Aleixo, na zona leste.

Segundo os policiais, durante a prisão, o jovem confessou que matou o padrasto porque o vendedor agredia a mãe do suspeito, que tinha 16 anos na época do crime.

Ele foi levado para a sede da DEHS. Em seguida, encaminhado para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI).

O corpo do vendedor foi encontrado em junho de 2019 dentro da quitinete que ele morava no bairro Tancredo Neves. Conforme a polícia, o vendedor havia se separado da companheira, mãe do suspeito. Na época adolescente, o suspeito foi visto por moradores entrando na quitinete, e houve uma discussão entre os dois.

O filho do vendedor disse que notou a ausência do pai na feira e decidiu ir até a casa dele, após colegas de trabalho informarem que a vítima não teria mais ido trabalhar.

O filho encontrou o pai morto em cima da cama com facadas pelo corpo. O caso foi investigado pela DEHS, que localizou o suspeito do crime.

Fonte: G1 Amazonas