Outras duas pessoas já haviam sido levadas pela Polícia Federal para serem ouvidas.

O pescador Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como “Pelado”, foi preso nesta terça-feira (07) por porte de munição de uso restrito. A polícia chegou até ele após saber que foi uma das últimas pessoas a ter contato com o jornalista do The Guardian, Dom Phillips, e do indigenista da Funai, Bruno Araújo, que desapareceram desde o último fim de acsemana.

Outras duas pessoas já haviam sido levadas pela Polícia Federal para serem ouvidas, já que elas também tiveram contato com os desaparecidos na Comunidade São Rafael. Elas foram ouvidas e liberadas.

No caso de Amarildo, segundo o delegado Alex Perez de Atalaia do Norte, ele estava com as munições e foi preso em flagrante por causa disso. Até esta quarta-feira (08), a polícia já ouviu cinco pessoas.

“Foram ouvidas duas pessoas anteontem e mais três ontem. São pessoas q tiveram contato visual ou que chegaram a falar com Bruno e Dom”, destacou o delegado.

 

 

 

 

 

 

Com informações do portal amazonasnoticias