Caminhoneiro é acusado de comandar ameaças a instituições em convocações para atos antidemocráticos.

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu manter a prisão preventiva do líder caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão. O julgamento, de forma virtual, teve início no dia 3 de dezembro. Nesta segunda-feira, 13, a sessão foi iniciada com voto do ministro Dias Toffoli. além dele, o relator Luis Roberto Barroso e as ministras Rosa Weber e Cármen Lúcia também votaram. O ministro Alexandre de Moraes se declarou impedido de participar do julgamento após questionamento da defesa, já que ele foi responsável pela ordem de prisão. O caminhoneiro está preso desde 26 de outubro. Ele é acusado de comandar ameaças a instituições em convocações para atos antidemocráticos.

Também nesta segunda-feira, a Procuradoria-Geral da República (PGR) defendeu que o STF mantenha a prisão preventiva do ex-deputado federal, Roberto Jefferson. Ele foi preso em agosto pela Polícia Federal e denunciado pela PGR. Segundo o órgão, a conduta do deputado ainda justifica as restrições.

Fonte: JP Notícias