Ministro foi imunizado no posto de saúde do Lago Norte, próximo à Esplanada dos Ministérios.

Sob pressão após debandada em sua equipe e rumores de mais demissões, o ministro da Economia, Paulo Guedes, foi na manhã desta sexta-feira (22/10) tomar a dose de reforço da vacina contra a Covid-19.

O ministro se imunizou no posto de saúde do Lago Norte, próximo à Esplanada dos Ministérios.

Guedes faz parte do grupo de risco da doença por já ter 72 anos. Ele havia tomado a primeira dose em março, com a Corononav. A vacina é alvo de críticas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que chama o imunizante produzido pelo Butantan de “coronachina”.
A situação já causou diversos constrangimentos para o Brasil. O mandatário da República já chegou a dizer, inclusive, que o país “jamais compraria vacina da China”.

Mercado derrete

O mercado reage aos sinais de possibilidade do furo do teto de gastos para bancar o Auxílio Brasil, programa que substituirá o Bolsa Família.

Às 12h26 desta sexta, a moeda americana operava em disparada, chegando aos R$ 5,75, subindo a 1,46%. Perto do mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), caía 3,63%, aos 103.823 pontos.

Fonte: Metrópoles