Equipamentos irão auxiliar no combate à Covid-19 e também no monitoramento de doenças provocadas pela cheia dos rios da região.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) entregou no último fim de semana, 10 concentradores de oxigênio e 100 unidades de oxímetro para o município de Boca do Acre (a 1.028 quilômetros de Manaus). Os oxímetros vão ajudar no trabalho dos agentes comunitários de saúde e os concentradores darão suporte respiratório aos pacientes do Hospital Maria Geni Lima.

Conforme o secretário executivo de assistência do interior, Cássio Espírito Santo, a entrega dos equipamentos é de suma importância para a assistência em saúde do município.

“Entregamos oxímetros para os agentes comunitários de saúde, com isso, 100% deles vão ter oxímetros para fazer a busca ativa de pacientes cobertos nas microáreas de abrangência do município. Entregamos também concentradores de oxigênio para unidades hospitalares, que vão apoiar no tratamento de pacientes de Covid-19”, afirmou.

“Queremos agradecer ao Governo do Estado do Amazonas, à Secretaria de Estado de Saúde, por esses equipamentos que o município recebeu e que serão de fundamental importância para o trabalho da saúde aqui do município, principalmente nesse momento de cheias que estamos enfrentando”, declarou secretário de saúde do município, Manoel Barbosa.

Desde o dia 23 de fevereiro, o município se encontra em situação de calamidade pública, decretada pela prefeitura em razão das inundações causadas pelas cheias dos rios Acre e Purus, que afetaram diretamente o sistema de saúde do município.

Comitiva – Na sexta-feira (26/02), o governador Wilson Lima, acompanhado do secretário de saúde, Marcellus Campêlo, e de uma comitiva com representantes da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) para o interior, da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), e técnicos de áreas consideradas essenciais, estiveram em Boca do Acre, Guajará e Eirunepé para prestar ajuda humanitária à população dessas localidades, severamente atingidas pela enchente.

Repasses do FTI – Durante a força-tarefa da ajuda humanitária em Boca do Acre, o secretário de saúde, destacou o envio de repasses do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI) para auxiliar as prefeituras a executarem melhorias na área da saúde.

“Nós vamos apoiar os municípios, os prefeitos e os secretários de saúde tanto na intensificação do apoio à vacinação contra a Covid-19, como também no reforço às ações que nós já fazemos durante todo o ano. Estamos com o repasse do FTI já passado aos municípios e temos recurso do Governo Federal que também será repassado”, afirmou Campêlo.

O secretário assegurou ainda o aumento do abastecimento da Central de Medicamentos (Cema), para suprir as demandas dos municípios atingidos pela enchente. Foram liberados 300 volumes de medicamentos.

Em 2021, já foram repassados, por meio do FTI, R$ 528.626,63 para Boca do Acre, R$ 528.626,83 para Eirunepé; R$ 330.388,02 para Guajará; e R$ 396.475,80 para Pauini, que vai investir em equipamentos e material para o hospital somam R$ 197 mil.

FOTOS: Rodrigo Santos/SES-AM